31.12.16

Retrospectiva Literária 2016



2016 finalmente está chegando ao fim! E é claro que no final de um longo ano, como de costume aproveitamos para fazer uma retrospectiva, repensando sobre o que fizemos e o que gostaríamos de ter feito.

Foi um ano corrido e difícil em vários aspectos. Com certeza não deixará saudades para muita gente, mas ainda assim, aproveito para relembrar minhas leituras no decorrer do ano. Por vezes cheguei a pensar que não conseguiria ler todos os livros escolhidos. O desânimo e os compromissos acadêmicos foram companheiros constantes, mas aos 45 minutos do 2º tempo concluí minha meta de leitura, ficando completamente satisfeita com o resultado. Sei que não é um número extraordinário, mas foi o possível dentro de minhas possibilidades.

Agora chega de conversa e vamos ao principal? Confira abaixo o meu Balanço de Leituras:


Livros Lidos: 30


Resenha: A Menina Submersa  
Resenha: O Adversário 
Resenha: O Inimigo 
Resenha: O Vilarejo 


Dentre todos os livros lidos até aqui, confira também algumas das melhores leituras do ano e também aquelas que não foram tão boas assim.


TOP 5: Melhores Livros


Foi difícil selecionar apenas 5 livros para o time de ‘’Melhores Leituras de 2016’’.  Ainda assim, destaquei 5 títulos que não poderiam ficar de fora dessa e que, inclusive, aproveito para recomendar:


1º: O Inimigo - Charlie Higson
2º: A Noite dos Mortos-Vivos - John Russo
3º: Mortos entre Vivos - John Ajvide Lindqvist
4º: A Estrela do Diabo - Jo Nesbø
5º: Cidade de Vidro - Cassandra Clare



Top 5: Piores Livros


Não foram apenas títulos demorados, mas que de nenhuma forma me prenderam ou deixaram aquela sensação de que foi um livro que vai deixar saudades. Apesar de ter criado altas expectativas com os livros listados, ao final da leitura percebi que, pelo menos para mim, não eram isso tudo:


1º: A Menina Submersa - Caitlín R. Kiernan
2º: O Espírito do Mal - William Peter Blatty
3º: O Demonologista - Andrew Pyper
4º: Série ‘’O Espadachim de Carvão’’ - Affonso Solano
5º: Cidade dos Anjos Caídos - Cassandra Clare


Fechamos a última postagem de 2016. Aproveito para deixar meus sinceros desejos de um Feliz Ano Novo e um próspero 2017! Que esse ano que se inicia nos traga tudo o que há de melhor para cada um de nós. Boas Festas!


17.12.16

[Resenha #13] A Menina Submersa



Autora: Caitlín R. Kiernan

Título: A Menina Submersa: Memórias

Título original: The Drowning Girl: a Memoir

Editora: DarkSide Books

Ano da Publicação: 2014

Volume: 1

Páginas: 317

Gênero: Fantasia / Mistério


Sinopse do Skoob: ’’A Menina Submersa - Memórias' é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do 'real' sobre o 'verdadeiro' e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma 'obra-prima do terror' da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013.’’

O livro é narrado pelo ponto de vista da personagem India Morgan Phelps, ou apenas Imp. Com um histórico de doenças mentais e suicídios em sua família, Imp é esquizofrênica e narra suas memórias durante todo o livro. Mas não se engane nem acredite em tudo o que lê. Imp não é uma narradora confiável e muitas das lembranças citadas pela personagem podem nunca ter acontecido. 

Durante toda a narrativa a personagem conversa consigo mesma enquanto escreve um livro, narra acontecimentos passados e descreve a mulher que ela havia encontrado nua na beira de uma estrada, incluindo tudo o que acontece após ela levar a misteriosa mulher para sua casa. O que se segue depois acaba afetando seu relacionamento com Abalyn, sua namorada. Apesar das loucuras de Imp, Abalyn sempre se mostrou forte, conseguiu segurar a barra e ajudá-la nos momentos de crise, dando ao enredo uma dose de drama e sensibilidade. É impossível não torcer pelas duas. Independentemente dos problemas, Imp e Abalyn formam um lindo casal.

‘’No fim das contas, todo mundo machuca alguém, por mais que tente não machucar.’’

Confesso que o que eu esperava de ‘’A Menina Submersa’’ é totalmente diferente do que realmente é o livro, afinal. Fui surpreendida por uma história narrada sem ordem cronológica ou sentido, aprendi que não devemos confiar nas palavras de India Morgan Phelps e me deparei com um relacionamento amoroso entre duas mulheres (). Também fui apresentada a seres fantásticos, como sereias, e pude entrar na mente de uma mulher com problemas mentais. Saí de minha zona de conforto e literalmente viajei para o universo de Imp.

Apesar disso, fiquei um pouco decepcionada com os capítulos arrastados, narrativa confusa e de certa forma, maçante. Não é uma leitura fácil e acho que o mais difícil foi resenha-lo. Tive de pensar bastante até digeri-lo. É um livro denso e que necessita ser lido com calma para que se entenda a história. Levei semanas até finalmente digeri-lo por completo. Ao terminar, cheguei a duvidar se eu realmente havia entendido a história.

‘’E, olha só, estou tentando falar como se soubesse de alguma coisa, quando todo o problema aqui é que não tenho mais certeza de ter sabido o que eu pensei que sabia.’’

A Menina Submersa é incomparável a qualquer outro e a escrita da autora certamente é diferente de tudo o que você já leu. É um livro dentro do próprio livro e bastante curioso. Apesar disso, infelizmente não fluiu muito para mim. 

Destaque para o trabalho gráfico absolutamente incrível da DarkSide. Quem me conhece sabe o quanto eu amo essa editora, e é claro que apesar de o livro não ter me conquistado tanto assim, eu não poderia deixar de mencionar o quanto esse livro é lindo.




‘’O que mais tememos não é o conhecido. O conhecido, por mais horrível ou prejudicial à existência, é algo que podemos compreender. Podemos traçar planos contra ele. Podemos aprender suas fraquezas e derrotá-lo. Podemos nos recuperar de seus ataques. Uma coisa tão simples quanto uma bala poderia ser suficiente. Mas o desconhecido desliza através de nossos dedos, tão insubstancial quanto o nevoeiro.’’

Classificação:



10.12.16

Minissérie: Bag Of Bones



Ano: 2011

Temporadas: 1

Duração: 157 minutos

Emissora: A&E

Direção: Mick Garris

Roteiro: Matt Venne

Elenco: Pierce Brosnan, Melissa George, Annabeth Gish, Anika Noni Rose

Status: Finalizada

Gênero: Drama, Suspense, Terror


Sinopse do AdoroCinema: ‘’O renomado romancista Mike Noonan (Pierce Brosnan), incapaz de lidar sozinho com a repentina morte de sua esposa, retorna à casa no lago do casal, no Maine, procurando por paz e consolo. Lá, ele conhece a pequena Kyra (Caitlin Carmichael), e sua mãe Mattie (Melissa George). Viúva, ela luta na justiça pela guarda da filha contra Max Devore (William Scharllert), o rico ex-sogro. Mike resolve ajudá-las, ao mesmo tempo em que lida com as visitas que recebe de misteriosos fantasmas, e percebe que sua falecida esposa tem uma mensagem para ele.’’


Baseada no livro homônimo de Stephen King, Bag Of Bones (Saco de Ossos) é uma minissérie dividida em 2 partes, exibida em 2011 pela A&E. A série nos mostra Michael Noonan, um famoso escritor que acabara de lançar seu mais novo romance.

No dia da sessão de autógrafos de sua obra, Jo Noonan, sua esposa, morre após ser atropelada por um ônibus. A partir de então Mike começa a sofrer com um terrível bloqueio criativo, já que Jo era sua maior fonte de inspiração e sempre o ajudava na conclusão de seus livros. Na tentativa de trabalhar em um novo romance e superar a perda da mulher, Michael decide passar uma temporada em sua casa do lago, localizada em Dark Score.

Além de ser atormentado por estranhos e inexplicáveis eventos sobrenaturais, Noonan conhece Mattie Devore, uma jovem moça que se encontra em uma briga judicial com o sogro pela guarda da filha Kyra. Joe começa a enviar sinais para Mike e ele precisa então desvendá-los para compreender o que ela quer dizer. Muitos mistérios e uma terrível maldição giram em torno de Dark Score e cabe a Michael Noonan pôr um fim a tudo isso.

A minissérie, no geral, não é ruim. É um pouco parada e nos rende alguns sustos, mas nada extraordinário. A atuação de Pierce Brosnan foi incrível e a qualidade da produção não deixou a desejar. Não cheguei a ler Saco de Ossos, mas preciso destacar que, como de praxe, há algumas diferenças entre a obra e a adaptação, como a morte de Jo Noonan. Além disso, a impressão que tive foi de que a 1ª parte se desenvolveu de forma mais lenta, enquanto a 2ª foi mais corrida e cheia de acontecimentos que ligam pontos importantes.

De qualquer forma, é uma série que recomendo aos que admiram as obras do Stephen King e curtem uma boa dose de mistério e suspense. E se você não é chegado(a) no gênero, não tem problema! Acredite: Bag Of Bones não te fará perder noites de sono.


Trailer:



Assista no Youtube: 1ª parte (dublado)
                                  2ª parte (dublado) 


Gostou da indicação? Já assistiu? Se sim, o que achou?

Até a próxima!

3.12.16

Revista Conexão Literatura #18


(Download da Edição nº 18 de Dezembro/2016)

O ano está se aproximando do fim, e com isso olhamos para trás e percebemos tudo o que aconteceu ao nosso redor até agora. Fazemos um balanço das conquistas, perdas e das possibilidades que ainda virão. E a Conexão Literatura faz parte disso. No ano em que o Blog Lado Escuro ganhou vida e forma, tivemos a oportunidade de fechar parceria com essa importante revista digital. Nesses 6 meses de parceria, também percebemos o seu crescimento e o quanto esse trabalho passou a ganhar atenção.

A última edição de 2016 da Revista Conexão Literatura está, como sempre, recheada com lançamentos literários, dicas de filmes, entrevistas com autores, crônicas, nerdices, poemas e contos bem legais. Temos como destaque Aline Basztabin, autora dos livros ‘’A Essência da Dor’’ e ‘’A Indiscutível Forma de Amar.’’

Rafael Botter nos traz a resenha de ‘’ Chaves – A História Oficial Ilustrada’’ e na coluna Conexão Nerd, somos apresentados a alguns dos maiores e melhores grupos literários do Facebook, como o Loucas e Loucos por Livros e o Blogs Literários

Não perca mais nenhum conteúdo. Baixe aqui  todas as edições da revista.


Acompanhe também a Conexão Literatura nas redes sociais:




Se você não conhece a Revista Conexa Literatura, não perca tempo! Baixe já a sua, delicie-se com o ótimo conteúdo!

26.11.16

[Resenha #12] O Inimigo



Autor: Charlie Higson

Título: O Inimigo

Título original: The Enemy

Editora: Galera Record

Ano da Publicação: 2011

Volume: 1

Páginas: 480

Gênero: Suspense | Terror


Sinopse do Skoob: ‘’Quem tinha mais de 14 anos foi tomado por uma doença. Os que não tiveram a sorte de morrer vagam pelas ruas atrás de crianças para matar. As crianças se organizaram para fazer expedições de busca por suprimentos nas redondezas, mas achar comida é cada vez mais difícil e perigoso.

Uma promessa de comida e abrigo no Palácio de Buckingham é uma possibilidade, mas para isso será necessário atravessar a cidade. Será que elas chegarão lá vivas?’’


Quando uma misteriosa doença acomete Londres, todas as pessoas com mais de 16 anos adoecem. Os que não morreram, ficaram loucos, transitando pela cidade sem rumo e sedentos por sangue. As crianças que sobreviveram viviam em grupos organizados em diferentes partes da cidade, e um desses grupos era o do Waitrose, um supermercado que servira de abrigo para os que conseguiram se salvar. A luta pela sobrevivência e a busca por comida era diária, e o medo de um possível ataque dos adultos era constante.

Com a chegada de um forasteiro ao Waitrose, informando que havia um lugar seguro onde muitas outras crianças viviam organizadas, limpas e bem alimentadas, todos inicialmente se sentiram inseguros. O lugar em questão era o Palácio de Buckingham, residência da Família Real. A ideia de atravessar Londres inteira com um enorme grupo de crianças, correndo riscos pelo caminho para chegar ao palácio parecia absurda, já que ninguém realmente sabia se o que o forasteiro dizia era real ou não.

Apesar disso, a esperança de viver em um lugar melhor e seguro os motivou a seguir em frente. Começa então uma trajetória repleta de perigos e lutas contra os adultos que surgem pelo caminho. Ninguém disse que seria fácil, e realmente não foi. Batalhas foram travadas e algumas crianças foram perdidas. 

‘’– Está vendo? Você ainda consegue rir.
- Me sinto morta por dentro.

       - Vai passar. Todos nós perdemos alguém.’’

Quando enfim chegam ao palácio, o grupo se sente acolhido e seguro, acreditando que finalmente viveriam em paz e com dignidade. O que ninguém sabia é que nem tudo é o que parece. 

Sou suspeita para falar, afinal, O Inimigo é meu livro favorito. E não é por menos. É um livro MA RA VI LHO SO. Essa resenha foi fruto de uma releitura e posso garantir que em momento algum faltou emoção. Encontrei poucos erros de redação e a diagramação está impecável. A capa é linda e o conteúdo do livro é incrível, repleto de emoção, ação, suspense, alguns toques de mistério e boas doses de drama, sendo capaz de prender o leitor do início ao fim. Apesar de parecer um livro grande, com 480 paginas, a leitura se desenvolve de forma muito rápida.

‘’Se você não puder ver os monstros, eles também não podem ver você.’’

Apenas achei que o autor deixou algumas pontas soltas que poderiam ter sido melhor trabalhadas, mas nada que prejudique a qualidade da obra. Na verdade, essas pontas soltas são até aceitáveis e logo explico o porquê. Já ouvi comentários de que muita coisa no livro ficou sem explicação, como por exemplo, como surgiu a doença, que doença é essa e por que só atacou pessoas com mais de 16 anos. O Inimigo trata-se do 1º volume de uma série. Apesar de apenas os 2 primeiros volumes (''O Inimigo'' e ''O Morto'') terem sido publicados no Brasil, não é de se esperar que todos os enigmas sejam resolvidos no primeiro livro.

‘’Mas Vick, os personagens e os acontecimentos do segundo volume são totalmente diferentes do primeiro.’’ Sim, mas acredito que ao longo dos volumes as coisas acabem se esclarecendo, já que a série conta com 6 livros.

É importante mencionar que o autor não mostra em momento algum que tal catástrofe aconteceu em outros lugares do mundo, dando a entender que tudo começou em Londres. Além disso, os ‘’adultos’’ não são necessariamente zumbis, já que eles não retornam à vida depois de mortos. Eles se alimentam das crianças mas não são zumbis, apenas pessoas loucas e que tiveram seus cérebros tomados pela doença. Não há um nome específico para eles, mas o fato é que os que não morreram por causa da tal doença, ficaram loucos, lerdos e burros, porém violentos, carregando enormes feridas e pústulas cheias de pus em seus corpos. 

‘’No final das contas, a gente tem que dividir todas as coisas ruins que acontecem, assim como as boas.’’

                                           Classificação: 



19.11.16

Livros Baseados em Serial Killers



Eles são violentos, sanguinários e despertam o medo ou a revolta da sociedade. Ainda assim, são capazes de servir como inspiração no mundo da arte. Não raro vemos serial killers sendo retratados em músicas, filmes, séries e até mesmo em livros, sejam eles biográficos ou não.

Os serial killers despertam a curiosidade de qualquer pessoa que tem interesse pelo seu estudo, e qual seria a melhor forma de fazê-lo? Lendo sobre eles.

Confira agora alguns livros baseados em famosos assassinos em série, lembrando que são obras que falam apenas sobre um assassino específico, e não sobre vários:


·        Criança 44 

Criança 44 é o romance de estreia do autor Tom Rob Smith. O livro é inspirado na história real de Andrei Chikatilo, também conhecido como o ''Açougueiro de Rostov''. Ele foi acusado pelo assassinato e canibalismo de mais de 50 pessoas (a maioria crianças) entre o final dos anos 70 e início dos anos 90, na União Soviética. Andrei foi executado em 1994.

Apesar de Criança 44 não ser uma biografia sobre o assassino, o autor utiliza a história de Andrei como parte da trama, usando alguns elementos da realidade como referência.


Serial Killer: Andrei Chikatilo
Autor: Tom Rob Smith
Ano: 2008
Editora: Record


·       Manson - A Biografia

Considerada a melhor e mais completa biografia de Charles Manson, a obra é mais um livro do selo ''Crime Scene'' da DarkSide Books. Apesar de não ter participado dos 6 assassinatos em que fora julgado, Manson orquestrou todos os crimes. Ele fundou e liderou uma ceita, onde seus seguidores cometeram diversos crimes entre os anos 60 e 70. Sua perfeita capacidade de manipulação foi o fator chave para influenciar os integrantes de seu grupo a cometerem os crimes.

Charles e os demais integrantes da ''Família Manson'' que foram julgados encontram-se presos até hoje (exceto Susan Atkins, que morreu na cadeia devido a um câncer terminal), e pelo visto não sairão de lá tão cedo...


Serial Killer: Charles Manson
Autor: Jeff Guinn
Ano: 2014
Editora: DarkSide Books


·       O Demônio na Cidade Branca

O Demônio na Cidade Branca é um romance baseado na história de H.H Holmes, um famoso médico que matou e desmembrou várias pessoas para vender partes de seus corpos para faculdades de Medicina. O livro em si não é uma biografia. Nele, o autor utiliza a história do assassino para construir sua história.

Outro livro que também fala sobre o médico assassino é ''O Estranho Caso do Dr. H.H. Holmes'', de John Borowski.


Serial Killer: H.H. Holmes
Autor: Erik Larson
Ano: 2005
Editora: Record


·       O Monstro de Florença - Uma História Real

O Monstro de Florença foi um serial killer não identificado que, entre os anos 60 e 80, matou 8 casais (estes mantinham relações sexuais quando foram surpreendidos pelo assassino), e mutilou o órgão sexual das suas vítimas. Neste livro, Douglas e Mario se encarregam de realizar a investigação sobre a verdadeira identidade do assassino, já que até hoje não se sabe quem ele foi, e narrar toda a trama policial envolvida na repercussão do caso desse misterioso serial killer.


Serial Killer: O Monstro de Florença
Autores: Douglas Preston e Mario Spezi
Ano: 2009
Editora: Larousse Brasil


Outros assassinos em série que inspiraram autores:


Jack Estripador: O Xangô de Baker Street (Jô Soares)

Francisco de Assis Pereira, o Maníaco do Parque: Caçada ao Maníaco do Parque (Luíza Alcalde e Luís Carlos dos Santos)

Ted Bundy: The Stranger Beside Me (Ann Rule)

Assassino do Zodíaco: Zodíaco (Robert Graysmith)

Jean-Claude Romand: O Adversário (Emmanuel Carrere)

12.11.16

Revista Conexão Literatura #17


(Download da Edição nº 17 de Novembro/2016)

Em Outubro não trouxemos a edição 16 da Revista Conexão Literatura devido ao cronograma extenso de publicações, mas voltamos com a edição de Novembro que está, como sempre, recheada com lançamentos, entrevistas com autores, crônicas, nerdices e contos bem legais. Temos como destaque a Luciana Syuffi, gerente de publicação independente e responsável pela plataforma de autopublicação inteiramente gratuita da Amazon, que comenta um pouco sobre como funciona o seu trabalho, que envolve divulgar a ferramenta KDP (Kindle Direct Publishing) e fornecer dicas para os novos autores que pretendem usar tal ferramenta para sua primeira publicação, assim como atuar nas definições de promoções de obras publicadas por autores independentes.

Daniel Borba comenta sobre a polêmica gerada em torno de Bob Dylan e seu Prêmio Nobel 2016. Na Coluna ‘’Conexão Nerd’’, Ademir Pascale fala sobre a importância das HQs para o desenvolvimento de crianças e adolescentes e nos traz uma entrevista exclusiva com Tânia Alexandre Martinelli, autora do livro ‘’Loucos por HQs’’.

‘’Livros e quadrinhos com personagens que questionam problemas sociais e dão soluções com suas visões aguçadas sobre mundo, podem nos fazer enxergar melhor. Procure isso em suas leituras ;)’’ – Ademir Pascale, editor


Não perca mais nenhum conteúdo. Baixe aqui todas as edições da revista.


Acompanhe também a Conexão Literatura nas redes sociais: 




Se você não conhece a Revista Conexa Literatura, não perca tempo! Baixe já a sua, delicie-se com o ótimo conteúdo e até a próxima! 

Anterior Proxima Página inicial